Marketing Pessoal: O que é e como pode usá-lo a seu favor

O mercado de trabalho está cada vez mais competitivo, por isso, muitos profissionais utilizam o marketing pessoal para criar a sua própria “imagem de marca” e distinguirem-se dos demais profissionais. As ferramentas de marketing pessoal são utilizadas ao longo das suas carreiras – seja para conseguir uma promoção nas empresas em que trabalham ou para alcançar um novo desafio profissional.

Quando bem utilizado, o marketing pessoal funciona como uma ferramenta de vendas, em que o “produto” é o próprio indivíduo.

Está preparado para aprender a vender melhor as suas qualidades?

O que é o Marketing Pessoal?

 

O marketing pessoal é composto por um conjunto de estratégias, e ferramentas para pô-las em prática, que visam atribuir maior valor à sua imagem pessoal.

 

Assim sendo, o marketing pessoal deve ser visto como um conjunto de fatores, que englobam:

  • Marca – nome e apelido;
  • Identidade visual – aparência física, a roupa que utiliza, entre outros;
  • Capacidade de comunicação – verbal e não verbal;
  • Atitudes – comportamento.

 

O conjunto desses fatores forma o “produto” final que se pretende “vender”, é aqui que faz sentido o conceito de marketing pessoal – uma estratégia de venda da sua própria imagem, de forma a atribuir valor à sua pessoa, e isso faz com que seja sempre lembrado pelas pessoas através de associações positivas.

 

 

 

 A Comunicação Verbal e o Marketing Pessoal

 

A comunicação verbal inclui todo o tipo de troca de informações através da comunicação escrita ou falada e está fortemente ligada ao marketing pessoal, pois tudo o que falamos ou escrevemos influencia a imagem que as outras pessoas têm sobre nós. As palavras têm grande importância na comunicação interpessoal e podem ser decisivas nas negociações para se fechar um novo negócio ou conseguir a tão sonhada promoção no trabalho.

Atualmente a Internet faz parte das nossas vidas, por isso, é importante manter uma postura profissional também nas redes sociais, mesmo quando estas são utilizadas para fins pessoais.

Muitas empresas, antes de decidir pela contratação de um profissional, pesquisam pelos seus perfis nas redes sociais para conhecer um pouco mais sobre o candidato. As publicações que são feitas nas diferentes redes sociais podem ser decisivas para uma empresa decidir se avança ou não com a contratação. Assim sendo, tenha atenção ao que publica – evitar a publicação de opiniões polémicas ou de informações pessoais pode ser uma boa opção. Quanto menos se expuser nas redes sociais melhor será para o seu marketing pessoal.

 

A Comunicação Não Verbal e o Marketing Pessoal

Apenas 7% da nossa comunicação é feita de forma verbal! Esta é a conclusão do psicólogo Albert Mehrabia, um estudioso da importância da comunicação verbal e não verbal. Este acadêmico desenvolveu a regra do 7-38-55, em que argumenta que 55% da mensagem que comunicamos é feita através da linguagem corporal e os restantes 38% dizem respeito ao tom de voz.

 

  • Linguagem Corporal

A linguagem corporal diz respeito às mensagens que passamos através da nossa postura, dos gestos, da distância que mantemos com o recetor da mensagem, entre outros. Tudo isso influencia no marketing pessoal! Os gestos e postura dizem muito sobre nós, por exemplo, manter os braços cruzados, numa entrevista de emprego ou numa reunião de negócios, passa a mensagem que estamos fechados ao assunto que está a ser tratado, por isso é de se evitar. Manter as pernas cruzadas, é, também, de se evitar nessas situações, pois podem demonstrar desinteresse ou desleixo. Manter uma distância elevada em relação ao recetor pode demonstrar pouca confiança.

 

 

  • Expressões faciais

As expressões faciais dizem respeito aos movimentos dos músculos da face que transmitem emoção. A sua expressão facial pode tanto reforçar o que esta a dizer, quanto contradizer as suas palavras, é muito importante manter uma coerência entre a comunicação verbal e não verbal. Portanto, tenha atenção às suas expressões faciais: sorria de forma sincera e natural e evite franzir os olhos ou a testa. Utilize o olhar a seu favor: olhe nos olhos do seu interlocutor com confiança, pois isso transmite interesse.

 

  • Aparência Física

Ter uma boa aparência física não quer dizer que tenha que ser o mais bonito ou a mais bela do escritório, mas sim demonstrar que se preocupa com a sua imagem perante os outros. No caso dos homens, manter a barba bem cuidada é importante para transmitir uma imagem de que é limpo e asseado e no caso das mulheres, devem ter em conta, por exemplo, à maquilhagem que utilizam, é importante saber diferenciar o ambiente de trabalho de um ambiente de descontração, e tudo isso faz parte do marketing pessoal!

 

Como Trabalhar o Seu Marketing Pessoal

 

Agora que já sabe o que é o marketing pessoal e quais são as suas principais ferramentas, veja estas dicas práticas para melhorar a sua imagem:

  • Invista na sua formação – frequente cursos, workshops, tire certificações dentro da sua área profissional e utilize o LinkedIn para partilhar as suas conquistas.
  • Participe em conferências e eventos dentro da sua área de atividade – além do conhecimento que irá adquirir, é uma excelente forma de conhecer novas pessoas e alargar os seus horizontes profissionais.
  • Não se descuide da sua aparência – vista-se em conformidade com os diferentes ambientes que frequenta e mantenha sempre a aparência cuidada.
  • Comunique de forma coerente – Utilize a comunicação verbal e não verbal de forma coerente com a mensagem que pretende passar.
  • Esteja presente nas redes socias – principalmente o LinkedIn, que é uma ótima ferramenta para networking, mas não se esqueça de que tudo o que publica pode ser visto por todos.
  • Aprenda a trabalhar em equipa – as empresas valorizam cada vez mais essa habilidade, pois as capacidades de relacionamento interpessoal ajudam bastante na administração e resolução de conflitos.
  • Seja simpático – as pessoas vão lembrar-se de como as tratou e isso pode ser decisivo no futuro.
  • Seja um solucionador – As empresas têm vários problemas, tão importante quanto identificá-los é saber como solucioná-los. Mantenha-se positivo perante as adversidades e apresente sempre soluções para os problemas encontrados.
  • Invista no seu networking – Participe em conferências, feiras e eventos dentro da sua área de atividade, aproveite para estabelecer contacto com pessoas relevantes do seu setor e divulgue, assim, a sua imagem na área. Para transmitir profissionalismo nessas ocasiões, um cartão de visita de qualidade é essencial.

 

 

E você, trabalha o seu marketing pessoal? Comece a utilizar as estratégias de marketing pessoal que abordámos neste artigo. Tem alguma outra dica sobre o tema? Diga-nos na caixa de comentários!

 

Este Artigo foi útil? Sim Não
Loading Facebook Comments ...

Deixe uma resposta